BIKE NATAÇÃO TRIATLO

Reinaldo Colucci conquista o tetracampeonato brasileiro de triathlon no Rio de Janeiro

Reinaldo Colucci durante o Brasileiro de Triathlon (Rodrigo Eichler / GolongerPics)

 

São Paulo (SP) – O fim de semana foi repleto de bons resultados para os atletas do Shimano Sports Team. No Recreio dos Bandeirantes, no Rio de Janeiro, o paulista Reinaldo Colucci (Sesi/Shimano) conquistou o quarto troféu de campeão brasileiro na elite do triathlon nacional, neste domingo (18). Em Indaiatuba (SP), o carioca radicado em Poços de Caldas, Renato Rezende (GT Bicycles/Nissan/Shimano), disputou a Copa Brasil BMX Internacional e foi vice-campeão nas duas rodadas do torneio, na sexta e sábado (16 e 17). Por fim, em São Joaquim (SC), o catarinense Ricardo Pscheidt (Trek/Shimano/Giro 29) garantiu mais um título na temporada, desta vez do 3º Marathon Pedal do Frio, também no domingo.

O Campeonato Brasileiro de Triathlon na distância standard, com 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida, foi realizado na manhã do domingo no Rio de Janeiro. Porém, como o mar não estava em boas condições, por motivos de segurança foi cancelada a etapa de natação e a prova foi disputada no formato do duathlon, com 5km de corrida, 40km de ciclismo e 10km de corrida. Reinaldo Colucci foi o primeiro a cruzar a linha de chegada, com Flavio Queiroga e Matheus Diniz em segundo e terceiro lugares, respectivamente.

“A primeira corrida foi forte, porém com muito mais estratégia e assim formou-se um grupo coeso de mais ou menos oito atletas para começar o ciclismo. A partir deste momento, iniciei o mais forte que consegui e apenas o Edivânio Monteiro e o Matheus Diniz acompanharam o ritmo que impus. Conquistamos uma boa vantagem em relação ao grupo que vinha atrás. Eu estava me sentindo bem, então a partir da segunda metade desta etapa eu me desgarrei dos dois e consegui abri vantagem para correr com certa tranquilidade e garantir a vitória”, contou Colucci.

“Com esta prova encerro minha temporada de 2018 e considero que o balanço foi positivo. Concluir o ano com vitória e defender de forma bem sucedida o título de campeão brasileiro e ainda somar o quarto na minha carreira é muito especial para mim. Agora é pensar em descansar, recuperar o corpo deste ano, bastante exaustivo, e já iniciar o trabalho com foco para 2019”, completou Colucci, que tem sua bike equipada com o grupo eletrônico Dura-Ace Di2, além de rodas da marca PRO Bike-gear.

 

Pódio brasileiro de triathlon masculino (Divulgação)

 

Copa Brasil BMX Internacional – Realizada na pista de Indaiatuba, no interior de São Paulo, a Copa Brasil BMX Internacional teve rodada dupla, valendo 60 pontos para os campeões em cada dia, nos rankings mundial e olímpico da UCI (União Ciclística Internacional). Nos dois dias, Renato Rezende foi o vice-campeão, tendo o venezuelano Jefferson Duran vencido as duas provas. Enquanto o brasileiro Kaique Milani completou o top 3 na primeira rodada, na segunda o pódio teve o boliviano Jaime Quinalha ao lado de Duran e Rezende.

 

Chegada apertada entre Renato e Jefferson (Gabriel Querichelli / Brasil BMX)

 

Pódio do round 1 em Indaiatuba (Ladeirahill / Divulgação)

 

Pódio do round 2 em Indaiatuba (Gabriel Querichelli / Brasil BMX)

“O primeiro dia foi de superação, mas fiquei feliz com o segundo lugar. Acabei caindo na primeira bateria e tive que fazer uma prova de recuperação, então foi bastante cansativo”, declarou Renato Rezende. “Na segunda rodada me sentia ainda um pouco mais cansado e alterei minha estratégia, me poupando mais nas classificatórias. Na semifinal saí de quarto lugar e ganhei a disputa, enquanto na decisão fui o segundo durante toda a corrida, sem conseguir ultrapassar o vencedor, porém cheguei apenas uma roda atrás dele. Feliz com o desempenho e pelos importantes pontos somados nos rankings”, concluiu Rezende.

3º Marathon Pedal do Frio – Colecionando títulos em 2018, o mountain biker Ricardo Pscheidt garantiu mais um troféu de campeão neste fim de semana. Pscheidt foi o mais rápido nos 60 km de percurso e 1.800 m de altimetria acumulada da categoria pro do 3º Marathon Pedal do Frio, em São Joaquim. “A prova foi marcada por bastante frio e muita chuva. Com uma grande altimetria acumulada, o desafio foi mais duro do que imaginávamos. Por isso, estou muito feliz com o resultado”, comemorou Pscheidt, ciclista que tem sua bike equipada com o grupo Shimano XTR Di2 de transmissão de marchas eletrônica.

Ricardo Pscheidt após a prova em São Joaquim (Divulgação)


Mais informações no site: bike.shimano.com.br


ZDL Sports – Gustavo Coelho / Doro Jr. – Mtb 13209

E-mail: [email protected]