BIKE MTB Notícias

Brasileiros dominam top 3 do pódio no Abierto Across Internacional, na Argentina

Prova de mountain bike realizada em Córdoba, em três etapas, teve vitória de Luiz Cocuzzi e os atletas Shimano Guilherme Muller e José Gabriel em segundo e terceiro lugares, respectivamente

São Paulo (SP) – Os ciclistas brasileiros fizeram a festa na disputa do Abierto Across Internacional, em Córdoba, na Argentina. Classificada como UCI S2, a prova ofertou 80 pontos para os campeões das elites nos rankings olímpico e mundial. No lugar mais alto do pódio após as três etapas entre sexta (21) e domingo (23) esteve Luiz Cocuzzi, seguido de Guilherme Muller (Sense Factory Racing) e José Gabriel Marques (Groove/Shimano/ASW/Chaoyang), em segundo e terceiro lugares, respectivamente.

Luiz Cocuzzi (@ubicefoto – ubice.com.ar)

 

Brasileiros dominam top 3 do pódio no Abierto Across Internacional – Argentina (@ubicefoto – ubice.com.ar)

A competição teve início com o contrarrelógio (XCT) em um circuito de 6 km. No sábado (22), foi a vez do short track (XCC), em uma pista reduzida de aproximadamente 1,5 km. No dia decisivo, a principal disputa: o cross country olímpico (XCO) em um circuito de 9 km por volta. Guilherme Muller concluiu a disputa com o tempo somado de 2h11min45, 1min02 atrás do campeão Luiz Cocuzzi. Já José Gabriel fechou em 2h13min19, 19 segundos à frente do quarto colocado, Gonzalo Lokman (ARG). Dario Gasco (ARG) completou o pódio em quinto lugar.

Guilherme Muller durante o Abierto Across (Marcelo Rypl / marcelorypl.com)

“Me senti bem dentro da competição e consegui entregar meu melhor, embora eu não estivesse 100% fisicamente, por sentir o cansaço na minha quinta prova consecutiva com viagens longas e desgastantes. Fiquei surpreso com o segundo lugar no XCT. No XCC, por um vacilo, acabei perdendo a segunda colocação, porém nada que me atrapalhasse na classificação geral. No XCO a intenção era acelerar e forçar o Cocuzzi, já que na luta pelo segundo lugar eu estava com uma folga considerável. Acabei acertando uma árvore na terceira volta, o que definiu o resultado. Não cheguei a cair, mas perdi segundos preciosos na disputa e encerrei com o vice-campeonato”, relatou Guilherme, mineiro de Monte Sião.

 

José Gabriel na prova argentina (Marcelo Rypl / marcelorypl.com)
Copa Downhill no Peru 

O catarinense Lucas Borba (Manoel Marchetti/Shimano/ Maxxis) disputou neste fim de semana a Copa Downhill Internacional em Pachacamac, no Peru. Em sua descida decisiva, Lukinha – como é conhecido – garantiu o segundo melhor tempo da prova. Outro brasileiro em ação, o mineiro Bernardo Cruz, completou em quinto lugar. O peruano Alejando Paz sagrou-se o campeão desta que foi a terceira de quatro etapas do evento na temporada.

Lukinha no Peru (Renzo Teruya / Renzo Teruya Fotografia)

 

Mineiro Sense de Maratona 

Lagoa da Prata (MG) recebeu neste domingo a edição de 2018 do Campeonato Mineiro Sense de Maratona MTB (XCM). Na disputa masculina, dois atletas Shimano subiram no pódio do torneio estadual. Enquanto Rubinho Valeriano (Sense Factory Racing) garantiu mais um título em sua vitoriosa carreira, seu companheiro de equipe Mario Couto concluiu a participação em terceiro lugar na disputa mineira da super elite. Rodrigo Silva completou o pódio do Mineiro de XCM, na segunda colocação.

 

Rubinho Valeriano Mineiro de MTB Maratona (Thiago Lemos / Divulgação)

 

Mario Couto após cruzar linha de chegada no Mineiro de XCM (Thiago Lemos / Divulgação)

 

Barras Marathon no Piaui 

Quem também garantiu mais um título na temporada foi o catarinense Ricardo Pscheidt (Trek/Shimano/Giro29). Pscheidt venceu a Barras Marathon, no Estado do Piauí, evento homologado pela CBC (Confederação Brasileira de Ciclismo). “Foi um dia de superação para pedalar os 80 km e ser campeão da prova, uma vez que o calor era muito forte”, comemorou o ciclista do Shimano Sports Team.

Ricardo Pscheidt no Barras Marathon (Divulgação)


ZDL Sports – Gustavo Coelho / Doro Jr. – Mtb 13209

E-mail: [email protected]