BIKE BMX MTB

Reinaldo Colucci vence o Ironman 70.3 no Equador e mantém vaga no Mundial de Kona

No Brasil, Sherman Trezza é o campeão da terceira etapa do GP Ravelli, na Canastra Ride. 

Pódio do Ironman 70.3 de Manta (Foto: Divulgação / Ironman)

O fim de semana foi de muita comemoração para os atletas Shimano. No Equador, Reinaldo Colucci (Sesi/Scott) conquistou o título do Ironman 70.3 de Manta e confirmou sua vaga no Mundial de Ironman de Kona, no Havaí (EUA). Na terceira etapa do GP Ravelli, prova que fez parte da Canastra Ride, em Minas Gerais, domínio dos ciclistas do Caloi Elite Team: enquanto Sherman Trezza foi o campeão, Wolfgang Olsen concluiu em terceiro. Em Caieiras (SP), Cristina Greve, da Weber Shimano Ladies Power, venceu duas corridas no 1º Meeting Internacional de Ciclismo de Pista e foi o destaque da equipe.

O triatleta Reinaldo Colucci selou com chave de ouro a sua classificação para o Campeonato Mundial de Ironman de Kona, em 14 de outubro, ao vencer o 70.3 de Manta, neste domingo (30). Colucci concluiu os 1,9 km de natação, 90 km de ciclismo e 21 km de corrida em 3h53min07 para conquistar a vitória no sprint final. O vice-campeonato ficou com o colombiano Carlos Quinchara, em 3h53min09, e o pódio foi completado pelo brasileiro Fernando Toldi, em 3h56min38.

GP Ravelli

São João Batista do Glória (MG) recebeu a quinta edição da Canastra Ride, disputa contando pontos para o Desafio GP Ravelli. A competição teve ainda o serviço de Suporte Neutro da Shimano, auxílio a todos os inscritos no evento. Foram dois dias de corridas. Enquanto no sábado (29) o percurso contava com 63 km e altimetria acumulada de 1.850 metros, no domingo os ciclistas tiveram pela frente 47 km e altimetria de 1.000 metros.

Com uma vitória na abertura e o segundo lugar na decisão, Sherman Trezza confirmou o título da etapa em 4h30min32. Wolfgang Olsen iniciou a disputa em quarto, mas com o triunfo na corrida decisiva subiu para o terceiro lugar no geral, com o acumulado de 4h40min23. Pedro Hillo foi o vice-campeão, em 4h36min52, enquanto Edivando de Sousa e João Paulo Firmino completaram o pódio. “Após vencer a primeira corrida, consegui uma fuga com meu companheiro de equipe Wolfgang no segundo dia e fechamos a etapa juntos. Estou bastante feliz pela vitória”, avaliou Sherman.

Sherman Trezza (Foto: Divulgação)

Ladies Power Team

As ciclistas da equipe Shimano Weber Ladies Power também fizeram bonito no fim de semana. No Brasil, a argentina Cristina Greve faturou duas provas do 1º Meeting Internacional de Ciclismo de Pista, realizado na Grande São Paulo. Enquanto no madison a vitória veio ao lado de Antonella Leonardi, Cristina foi a melhor mulher na prova de equilíbrio. Já nos Estados Unidos, a cubana Marlies Mejías garantiu mais uma vitória na gira norte-americana, a do Tour of Fort Lee, em Nova Jersey.

Goiano de MTB

O goiano Mario Antônio Veríssimo (Team Oggi/Isapa) venceu neste domingo o Desafio da Macaca, prova realizada em Bonfinópolis (GO) e válida como etapa do Campeonato Goiano de MTB. A disputa no formato de Maratona MTB, o XCM, teve 53 km, com 1680 metros de elevação acumulada. “Feliz por ser tetracampeão do Desafio da Macaca, uma corrida muito dura. O clima mudou radicalmente, com muito frio e vento. Consegui escapar no km 8 e assim me mantive até fim. Foi bom demais. Estou bastante feliz por completar em 2h03, dois minutos melhor do que ano passado”, contou Mario Antônio.

Mundial de BMX

A sorocabana Priscilla Stevaux (Shimano/Dougtraining/CCSJC) disputou em Rock Hill, nos Estados Unidos, a edição de 2017 do Campeonato Mundial de BMX. Apesar de não garantir classificação para as finais e semifinais, terminando em 24º lugar, a ciclista foi a melhor colocada do Brasil nas duas elites. Enquanto Julia Alves foi a 38ª, entre os homens Anderson Ezequiel e Igor Martins chegaram até as oitavas de final, terminando na 44ª e 47ª colocações, respectivamente.

Priscilla Stevaux no Mundial de BMX (Foto: Craig Dutton / Divulgação)