BIKE

Gideoni Monteiro é 4º colocado no Pan-Americano em Trinidad e Tobago

Brasileiro comemorou seu aniversário com TOP5 na prova Omnium disputada neste final de semana

Colocando toda sua experiência na pista, Gideoni Monteiro, que completa 28 anos neste sábado, 2, pedalou forte e foi um dos ciclistas mais regulares da prova Omnium do Campeonato Pan-Americano de Ciclismo de Pista, que está sendo realizado em Trinidad e Tobago. Na classificação geral, Gideoni conquistou a quarta colocação.

“O Gideoni fez uma prova praticamente sem erros e por muito pouco não subimos no pódio. Estamos fazendo um trabalho muito forte pensando no calendário mundial e o Pan está servindo de muito aprendizado. A delegação inteira está de parabéns pelo espirito de superação que todos vem demonstrando”, destacou o técnico Emerson Silva.

Atualmente a prova Omnium conta com quatro corridas, sendo todas disputadas em um único dia. As provas que integram a Omnium são: Scratch, Tempo Race (10km), Eliminação e Prova por Pontos.

Gideoni no Pan
(Foto: Richard Lyder)

Em Trinidad e Tobago, a participação de Gideoni Monteiro começou na manhã deste sábado (02.09), disputando as provas de Scratch, onde ficou na segunda colocação, e Corrida por Tempo, finalizando em quarto lugar. Na classificação geral, Gideoni se manteve na segunda posição até a terceira e penúltima corrida do dia.

Na corrida de eliminação, Gideoni fez uma apresentação impecável e terminou na primeira colocação, assumindo também a liderança parcial da Omnium, empatado com o argentino Tomas Contte, ambos com 112 pontos. A definição da prova veio na corrida Por Pontos, onde Gideoni acabou perdendo algumas colocações e terminou na quarta posição. O título ficou com o mexicano Ignacio Prado, seguido pelo argentino Tomas Contte e o chileno Elias Tello.

“Acredito que o Pan-Americano está sendo um grande teste pra toda preparação que fizemos no primeiro semestre. Agora é fazer os ajustes necessários, continuar treinando firme e seguir confiante para os próximos objetivos da temporada. Aproveito para agradecer minha família e todos que ficaram torcendo por mim”, declarou Gideoni.

Gideoni Monteiro (Foto: CBC/Divulgação)

Definição

O terceiro dia de competição ainda contou com presença da seleção brasileira em várias provas. Na disputa da prova de Velocidade Individual, Flávio Cipriano travou um grande duelo contra o canadense Hugo Barrette, que acabou superando o brasileiro, se classificando para a próxima fase e vencendo a competição. A medalha de prata ficou com o colombiano Fabian Puerta e o bronze com Jair Tjon, do Suriname.

Já na prova 500m Contrarrelógio, a seleção contou com a presença da atleta Gabriela Yumi, que se classificou para a final, marcou o tempo de 36s714 e conquistou a oitava colocação. O ouro ficou com a colombiana Martha Bayona (34s519), enquanto a prata e o bronze foram com as mexicanas Jessica Salazar (34s741) e Paola Verdugo (35s289), respectivamente.

Na prova Omnium Feminino, recentemente incluída no programa dos próximos Jogos Olímpicos, Wellyda Rodrigues e Thayná Araujo terminaram na sexta posição. O primeiro lugar ficou com o Canada, seguido pelos Estados Unidos e México.

Os nomes selecionados para disputar o Pan-Americano na equipe masculina do Brasil foram Fabio Dalamaria, Flávio Cipriano, Gideoni Monteiro, Hugo Osteti, João Vitor da Silva e Ricardo Dalamaria. No time feminino está competindo Gabriela Yumi, Thayná Araujo e Wellyda dos Santos. A comissão técnica é formada pelo técnico Emerson Silva, o mecânico Eduardo Oliveira e o fisioterapeuta Jivago Salinet.