CORRIDA DE RUA Notícias

Corrida Insana chega ao Brasil e leva esporte e diversão para participantes

Evento acontece em 19 cidades. Corrida tem obstáculos infláveis

Presente em 18 países e com participação de 13 milhões de pessoas no ano passado, a Corrida Insana chega ao Brasil em 2017. Como o próprio nome indica, a corrida promete ser uma loucura. E repleta de atrações. Serão 10 obstáculos infláveis gigantes espalhados por um circuito de 5 quilômetros, em um desafio que vai além de superar alguns escorregadores e pula-pulas. Mas não se engane. Apesar do formato de competição, o evento é destinado à família, do neto ao avô, com um único objetivo: diversão. As inscrições estão abertas.

Largada da Corrida Insana (Foto: Divulgação/Corrida Insana)

Fábio Avelar, diretor técnico do Circuito Brasil de Corrida Insana, espera ver muita gente com sorriso no rosto em Uberlândia. “O maior atrativo da Corrida Insana é, sem dúvida, a diversão. Trata-se de um evento de entretenimento, voltado para crianças e adultos, utilizando a corrida de rua como plataforma. Nossa fórmula é Corrida + diversão + família”, afirma o empresário, que confirma 19 etapas no segundo semestre deste ano, com previsão de reunir 50 mil pessoas no total. As inscrições para a etapa de Uberlândia já estão abertas e podem ser feitas no site do evento, acesse ou diretamente diretamente aqui.

O valor da inscrição individual varia de acordo com a localidade. O acesso à arena insana é grátis para espectadores. Confira o calendário:
Goiânia – 19 de agosto
Belo Horizonte – 26 de agosto
Blumenau – 3 de setembro
Ribeirão Preto – 10 setembro
Sorocaba – 17 de setembro
São Paulo – 23 e 24 setembro
Brasília – 1 de outubro
Campinas – 8 de outubro
Uberlândia – 12 de outubro
Juiz de Fora – 15 de outubro
Rio de Janeiro – 22 de outubro
Florianópolis – 29 de outubro
Curitiba – 5 de novembro
Porto Alegre – 11  de novembro
Foz do Iguaçu – 19 de novembro
Londrina – 26 de novembro
São José do Rio Preto – 3 de dezembro
Joinville – 10 dezembro
Vitória – 17 dezembro

Obstáculos gigantes (Foto: Divulgação/Corrida Insana)

A Corrida Insana é uma prova para todas as idades. A única exigência é que o participante tenha altura mínima de 1,05 metro de altura. No caso de crianças, o pai ou responsável deve acompanhar o menor na atividade. Como não tem caráter competitivo, é possível, inclusive, desviar de um ou outro obstáculo. Todos que cruzarem a linha de chegada recebem medalha de participação, que integra o kit do atleta, composto também por camisa oficial tecido tecno dry, bandana, sacola biodegradável e número de peito.

A mecânica da disputa da Corrida Insana privilegia a diversão e a segurança. Por isso, a prova não é cronometrada e as largadas são em ondas, favorecendo que famílias e grupos de amigos corram juntos e sem riscos de atropelos. “O público alvo é a família: crianças, adolescentes e adultos. O evento não tem caráter competitivo, mas participativo e de entretenimento. Não existe o campeão. Diria que um slogan que nos define é bem conhecido: ‘Somos Todos Campeões’”, analisa o empresário, lembrando que, dependendo do tamanho da cidade e do número de inscritos, a disputa pode ocorrer aos sábados e domingos ou somente aos domingos.

Corrida Insana
Criada nos Estados Unidos e sucesso em diferentes partes do mundo, a Corrida Insana começou a entrar na rota do Brasil quando Fabio e o sócio, Henrique Gomes, viram o poste do evento em um blog. “Achamos a proposta diferente de tudo que já ocorreu aqui no País. A partir disso, ficamos monitorando o evento nos EUA, seguindo as redes sociais e entendendo melhor a mecânica das provas. No final de 2016, fomos participar de uma etapa na América para ter certeza como funcionava o evento. Depois disso, abrimos negociação com a empresa detentora da marca para licenciarmos o evento para o Brasil e América do Sul”, conta.

Com investimento inicial de R$ 2 milhões, o licenciamento da Corrida Insana (Insane Infatable 5k, nome original) para o Brasil, primeiro país latino-americano a receber o evento, é de três anos. E os planos são grandiosos. Para 2018, a meta é dobrar o número de etapas, chegando a 36. “Vamos levar o circuito para as regiões do Norte e Nordeste que não foram contempladas nesse ano, devido ao curto espaço de tempo dessa primeira temporada, onde optamos pelas regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste, nas quais iremos oferecer novas etapas no calendário 2018”, informa.

Fabio Avelar revela que tanto os obstáculos como o know-how serão importados diretamente dos Estados Unidos. “O nosso investimento é bastante significativo porque envolve uma logística de importação dos infláveis, compressores, motores, transferência de tecnologia, treinamento com a equipe americana, licenciamento da marca, publicidade, seguros, equipamentos de estrutura, entre outros”, informa o empresário, que complementa. “Temos um contrato de exclusividade no período de 36 meses. A cada 12 meses, faremos as trocas dos infláveis a fim de oferecer um novo circuito com novos desafios a cada temporada”, explicou.

Mapa do circuito da Corrida Insana (Foto: Divulgação/Corrida Insana)

O Circuito Brasil de Corrida Insana tem organização tem organização da Insane Inflatable 5K, sediada nos EUA.
Conheça os obstáculos infláveis:
1 – LARGADA INSANA: a prova começa com o desafio de uma subida, seguida por um escorregador gigante.
2 – WAVERUNNER: é plano, mas cheio de lombadas e ondulações.
3 – MATTRESS RUN (Campo Minado): um teste para o equilíbrio e agilidade em um caminho cheio de buracos.
4 – BIG BALLS: Bolas gigantes surgirão à frente dos corredores e será preciso desviar.
5 – CRASH COURSE (Montanha): uma verdadeira montanha russa cheia de altos e baixos.
6 – PURE MISERY (no Sufoco): baseado nos manuais de treinamento militar, é um monstro de 30 metros de comprimento que testará força, agilidade, flexibilidade e resistência.
7 -WRECKING BALLS (Demolição): imagine bolas de demolição de prédios vindo na direção dos corredores. Ainda bem que são infláveis.
8 – JUMP AROUND: pular, saltar e descer resume este desafio.
9 – SLINGSHOT (Estilingue): o desafio é subir até o topo com a ajuda de uma corda e
escorregar.
10 – FINISH LINE: o ‘gran finale’ reúne um pouco de cada um dos obstáculos anteriores. É subir, pular e escorregar até a vitória.