BIKE

Campeão olímpico de ciclismo, Stephen Wooldridge morre aos 39 anos

Australiano conquistou quatro medalhas de ouro em Mundiais. Comitê Olímpico Australiano informou que as causas ainda não foram reveladas.

O Australiano Stephen Wooldridge, consagrado campeão olímpico de ciclismo de perseguição em pista, morreu nesta terça-feira, 15. Ele conquistou o ouro nas Olimpíadas de Atenas em 2004. Por meio de uma nota oficial emitida pelo Comitê Olímpico Australiano, o presidente John Coats, lamentou o ocorrido.

Stephen Wooldridge – (Foto: John Veage)

Confira a nota na íntegra:

A Comunidade de Ciclismo da Austrália está profundamente triste com a morte de Stephen Wooldridge, medalhista de ouro olímpico (Atenas 2004), campeão mundial e ex-membro do Conselho de Ciclismo da Austrália.

Stephen será lembrado como um dos pilotos mais bem sucedidos da equipe na modalidade. Junto com os companheiros Graeme Brown, Brett Lancaster, Bradley McGee, Luke Roberts e Peter Dawson, Wooldridge foi parte da equipe que venceu a prova de 4000 m em Atenas, derrotando a Grã-Bretanha por apenas 3,5 segundos. A equipe surpreendeu no evento levando a primeira medalha de ouro da Austrália desde Los Angeles, em 1984.

De 2002 a 2006, Stephen foi implacável. Junto com sua medalha de ouro olímpica, ele conquistou quatro títulos mundiais em equipe durante, nos Campeonatos Mundiais UCI em 2002, 2003, 2004 e 2006. Steve também foi membro da equipe que conquistou o ouro nos Jogos da Commonwealth de Manchester em 2002.

Fora da pista, Stephen também foi um grande contribuinte para o esporte. De acordo com Phill Bates, presidente do St. George Cycling Club, que recebeu o ciclista com 12 anos, idade em que começou a carreira na corrida, não havia melhor no time do clube.

“Apesar de todo seu sucesso internacional, raramente perdeu as funções e apresentações do clube e sempre se disponibilizou para uma série de papéis que ajudaram a promover o esporte”, disse Bates.

“Ele era o irmão de todos; Uma pessoa afetuosa que sempre se doou ao ciclismo, e vejo nele um dos grandes campeões do St George Cycling Club “, finalizou.

Depois de terminar sua carreira na pista, Steve viajou para o sul da Austrália com um equipamento simples na época, e foi líder e modelo para outros jovens pilotos.

A nível nacional desempenhou o cargo de Presidente da Comissão de Atletas e integrou a mesa do Conselho de Ciclismo da Austrália de 2007 a 2013, onde fez importantes contribuições que ajudaram a desenvolver o esporte. Também foi indicado no Salão da Fama NSW Sport em 2015.

O presidente da Ciclista-Austrália, Nick Green, disse hoje que a comunidade de ciclismo estará de luto pela perda de uma figura tão inspiradora. “Nossos pensamentos estão com a família e amigos de Stephen durante este momento muito difícil. Steve será lembrado por muitos não só pelo sucesso dele nas competições, mas também pelas tantas contribuições que ele fez para o esporte”.