TRIATHLON

Atleta de projeto social se prepara para mundial de Triathlon na Holanda

Jhonathan Gonçalves vai buscar medalha no Campeonato Mundial de Triathlon Sprint 2017 que acontece de 14 a 17 de setembro.

Após conseguir uma vaga para o Mundial com o ouro na Copa Brasil Sprint Triathlon em Vila Velha-ES, o jovem atleta, Jhonathan Gonçalves, 19, vai realizar um sonho: sua primeira competição internacional. Mineiro de Araxá, ele agarrou a chance que teve no projeto social da Fundação Rio Branco “Braçadas do Futuro” aos 11 anos e vem somando vitórias e conquistas no esporte. Agora, Jhonathan se prepara para representar o Brasil na ITU World Triathlon Grand Final Rotterdam 2017, uma das competições mais importantes do mundo no dia 17 de setembro.

Atleta se prepara para representar o Brasil (Foto: arquivo pessoal/reprodução)

A temporada de 2016 somou bons resultados e pontos no ranking mundial, entre os principais estão a prata na categoria short masculino 17/19 anos na primeira etapa do Troféu Brasil de Triathlon, em março, em Santos, e nas duas etapas seguintes, ouro. Além de ouro no Triathlon Long Distânce Pirassunung, e no Campeonato Internacional de Santos de Triathlon Olímpico. Com ajuda de apoiadores e dedicação, Jhonathan conseguiu a tão sonhada vaga no Mundial, mas para isso foi preciso muito foco e disciplina para vencer as dificuldades, coisas que ele tem de sobra.

“Me deparei com diversas dificuldades até este momento na minha carreira, principalmente com material para treino e competições, inclusive fui campeão brasileiro com uma bicicleta emprestada. Porém a vontade de dar meu melhor foi maior e trago como ponto positivo o foco a disciplina e a determinação que eu e meu treinador Antônio Gregório Júnior tivemos”, afirmou.

Jhonathan vai competir no dia 17 de setembro (Foto: Gregório assessoria esportiva)

Rotterdam encerra o calendário do triathlon e determina o campeão mundial da ITU. Para fazer bonito, os treinos são pesados. No dia 17 de setembro serão 750m de natação mais 20 quilômetros de ciclismo e 5 quilômetros de corrida.

“Como esta será minha primeira competição internacional, os treinamentos foram muito intensos, fortes e focados na metragem Sprint. Como atleta nunca imaginei que participaria de um Mundial, porém sempre dei meu melhor, sempre tentei me superar e sempre continuarei tentando”, concluiu.