BIKE MTB

Luiz Henrique Cocuzzi e Raiza Goulão levam título nacional de XCO

Pedaladas fortes e determinação marcaram o Campeonato Brasileiro de XCO que aconteceu em Domingos Martins, região serrana do Espirito Santo, neste domingo, 23. As maiores feras do Mountain Bike brasileiro marcaram presença em busca do título nacional da modalidade. Na Elite Masculina Luiz Henrique Cocuzzi (Equipe Lar) se consagrou o Campeão Nacional ao lado de Raiza Goulão (PMRA Racing Team) na Elite Feminina.

Raíza Goulão é campeã brasileira de XCO de 2017 (Foto: Thiago Lemos)

As atletas iniciaram a competição com um ritmo forte e logo a prova estava definida com uma estratégia agressiva da ciclista Raiza Goulão que assumiu a liderança na primeira volta, finalizando o percurso com 1h24min11s e pouco mais de oito minutos de vantagem sobre a segunda colocada.

Raiza que está vivendo na Europa, disse que estava com saudade do público brasileiro. “Cheguei da Europa com muita sede de correr. Estava com saudade desse calor brasileiro. A pista estava incrível, a cada ano estamos tendo uma surpresa maior com as pistas do Campeonato Brasileiro. A cada ano estão mais técnicas, sempre se baseando em pistas da Copa do Mundo e isso é muito importante para a evolução do nosso esporte. Estou muito contente e acho que foi um ótimo treino pra mim, que ainda tenho muitas provas para disputar fora do país”, declarou Raiza.

A segunda colocação ficou para Leticia Candido (TSW Racing Team) marcando o tempo de 1h32min27s. O terceiro posto foi ocupado pela experiente ciclista Erika Gramiscelli (Gramiscelli Bikes), com 1h33min58s.

Luiz Henrique Cocuzzi levou título nacional de XCO (Foto: Thiago Lemos)

No masculino, os atletas deram seis voltas no circuito. A prova começou tranquila e logo se formou o pelotão principal. Com isso os atletas Henrique Avancini, Luiz Cocuzzi, Sherman Trezza e Guilherme Gotardelo assumiram a liderança da prova. O quarteto seguiu na ponta até a última volta, onde surgiram vários ataques.

Luiz Henrique Cocuzzi seguiu isolado na liderança para cravar 1h23min08s e comemorar seu primeiro título nacional na categoria Elite. “O circuito era bem misto com muita subida e um final bastante técnico. Gostei muito de participar da prova e poder sair com a vitória. Cruzei a linha de chegada completamente arrepiado com o calor da torcida, foi indescritível. Esse foi meu sétimo título nacional da carreira sendo o primeiro na elite, então tem um gostinho muito especial”, destacou o campeão.

Henrique Avancini (Cannondale Factory Racing) completou a prova em 1h23min26s e conquistou a segunda colocação no sprint final sobre Sherman Trezza (Equipe Caloi).

Sub-23
A campeã feminina da Sub-23 foi Karen Olimpo (Team Oggi/Isapa). No masculino o título nacional foi para José Gabriel Marques (Audax Bike Team).

Bruna Elias é campeã brasileira Júnior (Foto: Wesley Kestrel/CBC)

Júnior
A disputa da Júnior foi marcada pelos familiares que acompanhavam os atletas. Quem levou o título feminino foi Bruna Elias (Specialized Racing BR), de 17 anos. Este é o quarto título nacional da atleta, sendo um na categoria Infanto-juvenil, dois na Juvenil e o recém conquistado na Júnior. “Eu não tenho palavras para conseguir explicar a emoção que eu estou sentindo. Esse foi o meu quarto título brasileiro consecutivo, então estou muito feliz. O brasileiro é uma prova muito importante pra mim, acende sempre uma faísca no meu coração e eu acabo entrando em uma outra atmosfera. Compartilho essa vitória com toda minha família e amigos que não deixaram de torcer por nenhum minuto, sempre gritando e me incentivando”, contou Bruna.

Considerada uma das disputas mais acirradas do dia, os atletas da categoria Junior Masculina protagonizaram uma grande prova, terminando com um Sprint final apertado entre os três primeiros colocados. A vitória ficou para o mineiro Lucas Sírio (Specialized Racing BR) que comemorou a vitória sobre Pedro Lage (Bike Point Criciúma). Completou o pódio com a terceira colocação Cristian Lazzari (Equipe Agaci). 

Os vencedores levaram para casa a camiseta de campeão nacional que poderá ser utilizada nas competições oficiais da confederação até o próximo campeonato brasileiro. Todos os primeiros colocados de cada categoria também pontuaram no ranking internacional da UCI.